sexta-feira, 11 de junho de 2010

domingo, 3 de janeiro de 2010

sábado, 2 de janeiro de 2010

Canção do dia de sempre






Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...

Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...

E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...

E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.

Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!

E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...

Mário Quintana


sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Soneto da separação





De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente.

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

Vinícius de Moraes




quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Amor é síntese


Por favor não me analise,
Não fique procurando cada ponto fraco meu,
Se ninguém resiste a uma análise profunda,
Quanto mais eu
Ciumento, exigente, inseguro, carente,
Todo cheio de marcas que a vida deixou.
Vejo em cada grito de exigência
Um pedido de carência, um pedido de amor.
Amor é síntese,
É uma integração de dados,
Não há que tirar nem pôr.
Não me corte em fatias,
Ninguém consegue abraçar um pedaço,
Me envolva todo em seus braços
E eu serei perfeito, amor.

Mário Quintana


terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Flor que és



A flor que és, não a que dás, eu quero.
Porque me negas o que te não peço.
Tempo há para negares
Depois de teres dado.
Flor, sê-me flor!

Se te colher avaro
A mão da infausta esfinge, tu perere
Sombra errarás absurda,
Buscando o que não deste.

(Fernando Pessoa - Ricardo Reis)






segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Quantas Vezes!


Quantas Vezes
Quantas vezes nós pensamos em desistir,
deixar de lado, o ideal e os sonhos;

Quantas vezes batemos em retirada,
com o coração amargurado pela injustiça;
Quantas vezes sentimos o peso da responsabilidade,
sem ter com quem dividir;

Quantas vezes sentimos solidão,
mesmo cercado de pessoas;
Quantas vezes falamos,
sem sermos notados;

Quantas vezes lutamos,
por uma causa perdida;
Quantas vezes voltamos para casa,
com a sensação de derrota;

Quanta vezes aquela lágrima teima em cair,
justamente na hora em que precisamos parecer fortes;
Quantas vezes pedimos a Deus
um pouco de força, um pouco de luz;

E a resposta vem, seja lá como for,
As vezes em um sorriso,
As vezes em um olhar cúmplice,
As vezes em um cartãozinho,
As vezes em um bilhete,
As vezes em um gesto de amor;

E a gente insiste;
Insiste em prosseguir,
em acreditar,
em transformar,
em dividir,
em estar,
em ser;

E Deus insiste em abençoar,
em nos mostrar o caminho:
A todos que aqui estão
E a gente insiste em seguir,
por que tem uma missão...
(autor desconhecido)

Imagem copiada do blog da Vânia, Perfume de Mulher.


sábado, 26 de dezembro de 2009

A anunciação





Virgem! minha filha
De onde vens assim
Tão suja de terra
Cheirando um jasmim
Uma mancha com saia
De flor carmesim
E os brincos da orelha
Fazendo tlintlin?
Minha querida mãe
Venho do jardim
Onde a olhar o céu
Fui, adormeci.
Quando despertei
Cheirava um jasmim
Que um anjo esfolhava
Por cima de mim ...
(Vinicios de Moraes)

A imagem foi copiada do blog "Perfume de Mulher", da Vânia.


quinta-feira, 24 de dezembro de 2009



Que as bençãos do Menino Deus
Caiam em todos os lares!

Muita Paz à todas as famílias!
Amor e solidariedade
para todas as crianças!


São os votos da Grega a todos
os visitantes e seus familiares!!!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Casamento



Há mulheres que dizem:
Meu marido, se quiser pescar, pesque,
mas que limpe os peixes.
Eu não. A qualquer hora da noite me levanto,
ajudo a escamar, abrir, retalhar e salgar.
É tão bom, só a gente sozinhos na cozinha,
de vez em quando os cotovelos se esbarram,
ele fala coisas como "este foi difícil"
"prateou no ar dando rabanadas"
e faz o gesto com a mão.

O silêncio de quando nos vimos a primeira vez
atravessa a cozinha como um rio profundo.
Por fim, os peixes na travessa,
vamos dormir.
Coisas prateadas espocam:
somos noivo e noiva.

(Adélia Prado)

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Poemas de Pessoa.



Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!
(Fernando Pessoa)


 
"Quero para mim o espírito desta frase,
transformada a forma para a casar com o que eu sou:
Viver não é necessário; o que é necessário é criar".
(Fernando Pessoa)


 
Boa semana,
Grega

Mesmo querendo desprezo.
Mesmo concordando nego.
Mesmo trêmula sou firme.
Mesmo nervosa sou calma.
Mesmo impulsiva sou controlada.
Mesmo sonhadora sou realista.
Mesmo sentimental sou calculista.
Mesmo perto sou distante...
É a paixão querendo explodir,
e a razão querendo impedir...

Grega (25/12/82)

domingo, 20 de dezembro de 2009

Portal da dor


Por:
(Michel H. Baruki)
Eu não sei o que tanto procuras,
já te dei a pureza de um rio,
e da terra as raízes mais puras,
com um ar carregado de cio.
Encampei toda a tua amargura,
das tristezas eu fiz replantio,
pra colher mais amores e juras,
mas teu ego que é cego não viu.
Vai e segue teu seco caminho,
leva junto essas noites e dias,
que reguei com paixão e carinho.
Sei que por compaixão casarias,
mas prefiro uma taça de vinho,
a caneta e o papel, poesias.

Michel – Blumenau

Grega

Retrato


Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
— Em que espelho ficou perdida
a minha face?
(Cecilia Meireles)

Grega





Mar



Na melancolia de teus olhos
Eu sinto a noite se inclinar
E ouço as cantigas antigas
Do mar.
Nos frios espaços de teus braços
Eu me perco em carícias de água
E durmo escutando em vão
O silêncio.
E anseio em teu misterioso seio
Na atonia das ondas redondas.
Náufrago entregue ao fluxo forte
Da morte.

(Vinicios de Moraes)

Um dos meus poetas preferidos
Grega


sábado, 19 de dezembro de 2009

Benvindos ao meu cantinho poético!

Meu Momento
Aqui é onde o mundo para pra eu poder descer.
E onde encontro paz para me recolher.
Aqui é meu canto feliz, é onde encontro comigo.
É onde sou eu mesma, é onde eu me abrigo.
Aqui é outra dimensão, é onde vive a esperança,
É onde mora o sossego, é onde a hora não existe.
Aqui não tem envelhecer, não tem subversão,
Não mora a solidão, e a tristeza não chega.
Aqui o tempo não voa, não tem precipitação,
Não há lugar para a dor, nem existe confusão.
Aqui é o meu paraíso e é tudo o que eu preciso
Para poder viver...sem me esconder.

Grega (dez./2009)


Pensamento Positivo



Não leve em conta a minha ou a sua religião, pois o que mais importa, é a nossa conclusão sobre a melhor forma de viver emPaz, em Harmonia, e, respeitando sempre a individualidade de cada um, pois afinal, a nossa estada aqui é passageira.Quando você conseguir superar graves problemas de relacionamento, não se detenha na lembrança dos momentos difíceis, mas na alegria de haveratravessado mais esta prova em sua vida.Quando sair de um longo tratamento de saúde, não pense no sofrimento que foinecessário enfrentar, mas na benção de Deus que permitiu a cura.Leve na sua memória, para o resto da vida, as coisas boas que surgiram nas dificuldades.Elas serão uma prova de sua capacidade, e lhe darão confiança diante de qualquer obstáculo.(Chico Xavier)















Deus, ajuda-me a reservar um tempo a cada dia para estar contigo a sós. Capacita-me para que eu consiga resistir e eliminar tudo o que poderia servir de impedimento. Ensina-me a orar conforme tu desejas. Ajuda-me a aprender mais sobre ti. Senhor, tu disseste: "Se alguém tem sede, venha e mim e beba" (Jo 7:37). Tenho sede de mais de ti, pois estar sem ti é como iver em estiagem, num deserto. Chego-me a ti no dia de hoje e bebo profundamente de teu Espírito.

Este cantinho está reservado a todos que, como eu, gostam muito de poesias e literatura. Convidos a todos para, junto comigo, levarmos a esse mundo conturbado um pouco de paz e beleza.


Obrigada

Grega